Kindle, Kobo ou Lev? Dicas para quem quer comprar um e-reader

187
0
Compartilhe:

Todo mês, as principais livrarias digitais fazem um balanço e divulgam a lista dos e-books mais vendidos naquele período. Na Saraiva, por exemplo, há títulos nessa lista comprados por R$0,99 (veja aqui a lista completa). Na Amazon, além dos mais vendidos, eles também divulgam os 100 e-books gratuitos mais baixados.

A Livraria Cultura, outra que vende e-books, se antecipou e já divulgou a sua lista com os livros digitais mais vendidos do ano (veja aqui). Na lista estão títulos como “A Origem”, de Dan Brown; “A Dieta da mente”, de Kristin Loberg; e “It: a Coisa”, de Stephen King”. Os preços começam em R$9,90 e vão até R$92,00.

Apesar dessa variação grande de preços e de muitas promoções que oferecem livros digitais com valores bem mais abaixo do que os livros impressos, esse quesito (preço) não deve ser o único a ser levado em conta na hora de comprar um e-reader.

Para que serve um e-reader?

Se você está disposto a comprar o seu, a primeira coisa que deve ficar clara na sua cabeça é que um e-reader é diferente de um tablet. E pode parecer bobo, mas muita gente faz essa confusão.

O papel do e-reader é substituir o livro de papel, pura e simplesmente. E ele desempenha essa tarefa usando a melhor tecnologia disponível para isso. Alguns modelos têm iluminação própria para ler à noite, contador de páginas e porcentagem do quanto você já leu, busca e sincronização de partes de texto assinaladas, e por aí vai.

Entretanto, o e-reader não é o dispositivo que você vai usar para acessar a Internet nem para verificar seus e-mails ou fotos. Essas funções são específicas de um tablet. E, apesar de você poder baixar aplicativos de leitura no seu tablet para acessar seus e-books, a experiência é bem diferente.

O e-reader é pensado para que a tela não canse seus olhos depois de algum tempo de leitura; para que você consiga organizar melhor sua biblioteca, entre tantas outras vantagens.

E-readers mais populares no Brasil

Aqui, separamos algumas comparações das 3 principais marcas de dispositivos vendidos no Brasil:

Kindle

Kobo

Lev

Dicas na hora de escolher seu e-reader

Pesquise o perfil das livrarias

Este é um item importante na hora da compra. Você deve se atentar que ao comprar um dispositivo, estará também ligado à livraria que fornece os livros digitais relacionados a ele.

Isso porque os livros digitais vêm com um DRM (Digital Rights Management), que é uma forma de controle de acesso aos conteúdos digitais e implementa restrições ao uso, cópia e manipulação desse conteúdo. A função do DRM é proteger os direitos autorais.

Em termos práticos, ao comprar um Kindle, por exemplo, você será cliente da Amazon, já que o seu dispositivo só suportará o DRM desta livraria. Ao comprar um Kobo, você será cliente da Livraria Cultura e da Kobo Books. E, se adquirir um Lev, fará suas compras na Saraiva.

Por isso, é importante avaliar se o acervo de cada uma delas satisfaz o seu gosto enquanto leitor, se a disponibilidade de títulos atende às suas necessidades, ou ainda, se os preços praticados estão na faixa de valor que você espera.

Faça um teste

Essa é uma boa dica! As três opções citadas acima também disponibilizam um aplicativo, onde você pode baixar livros gratuitos e fazer a experiência de uso. Elas geralmente também oferecem pequenos trechos grátis dos livros, o que pode potencializar o seu teste.

A parte boa dos aplicativos é que a maioria das lojas faz a sincronização das suas anotações ou, ainda, da parte do livro que você parou. Ou seja, você pode começar sua experiência no aplicativo e quando adquirir o e-reader, é só logar com o mesmo usuário e suas marcações de leitura estarão lá. É também uma forma de continuar sua leitura em outro dispositivo se seu e-reader não estiver à mão.

Escolha as funcionalidades de acordo com o seu perfil de leitura

Com luz ou sem luz? Compro um dispositivo à prova d’água ou é bobagem?

Com a crescente procura pelos e-readers, os fabricantes também passaram a apostar em características específicas para cada modelo. Recentemente, a Amazon lançou o Kindle Oasis, que é à prova d’água. O Kobo Aura One e o Kobo Aura H2O também tem essa garantia. E o Aura H2O vai além: também é resistente à areia.

Mas, como é de esperar, quanto mais especificidades, maior é o valor de cada um. Por isso, é legal você avaliar o quanto isso faz diferença na hora de você usar seu leitor digital.

São perguntas simples:

  • Você quer levar seu leitor em viagens? Costuma ir para lugares que envolvam praia/rio? Se for ler nesses ambientes, vale investir num dispositivo com essas características
  • Ou ainda: costuma ler à noite com a luz apagada ou em ambientes com pouca luz? Se sim, vale investir num e-reader com luz própria. Se não, o modelo mais básico já satisfaz sua necessidade.

Conheça os Planos Pós Pagos da Conecta com pacotes de internet variados. Acesse e contrate online 😉

Compartilhe:

Comente