Cartão SD: o que é, para que serve e quais as diferenças de modelo

Compartilhe:

“Pouco espaço para armazenamento”. Essa frase te soa familiar?

Para quem é usuário de Android, ela pode ser mais comum do que o desejado. Isso porque o padrão desses dispositivos é salvar seus arquivos direto na memória interna do aparelho. O que leva à lotação máxima bem rápido. Mas você pode, manualmente, programar seu aparelho para salvar automaticamente no cartão de memória.

Nesse passo, surge a dúvida em muita gente: o que é esse tal de cartão de memória?

Bom, primeiro temos que dizer que eles não são específicos apenas para os celulares. Estão presentes nas máquinas fotográficas, videogames e tablets também. O tipo mais comum é o cartão SD, mas existe uma variedade deles: miniSD, microSD, xD, Memory Stick e MMC.

O que é?

A sigla SD vem do termo em inglês “Secure Digital”.  O cartão SD nada mais é do que uma forma segura e acessível de armazenar grande quantidade de informação.

Esses cartões utilizam a chamada memória flash, ou armazenamento sólido, uma técnica de gravação resistente a impactos e mais veloz na transferência dos dados. A informação fica armazenada no chip sem que seja necessário o acesso a uma bateria ou outras fontes de energia.

Tamanhos

Eles podem aparecer em três tamanhos:

  • Cartão SD (32 x 24mm): esse tipo é mais comum em câmeras e filmadoras digitais e se adaptam à maioria dos slots de notebooks.
  • Mini SD (21,5 x 20 mm): ainda existe, mas tem sido pouquíssimo usado atualmente.
  • Micro SD (11 x 15mm): esse é modelo comum de smartphones e tablets Android. Também pode ser encontrado em câmeras digitais.

Por causa da evolução rápida de tamanho dos cartões, hoje em dia há muitos adaptadores que possibilitam que um cartão menor seja usado em um slot maior.

Capacidade de armazenamento

Em relação ao armazenamento, também há três tipos. Mas vale lembrar aqui que a relação tamanho x capacidade não é direta, ou seja, é possível termos um cartão microSD com capacidade maior do que um cartão SD.

  • Cartão SDSC (Secure Digital Standard Capacity) = podemos dizer que é o cartão padrão e alcança a capacidade de até 2 GB.
  • Cartão SDHC (Secure Digital High Capacity) = armazena até 32 GB de conteúdo
  • Cartão SDXC (Secure Digital eXtended Capacity) = nesse caso, as capacidades podem variar entre 32 GB e 2 TB. No mercado, o mais comum a ser encontrado é o de 512 GB.

Imagem: SD Association

Velocidade

Depois do tamanho e da capacidade, ainda há um terceiro fator importante na hora de conhecer seu cartão SD: a velocidade.

A velocidade de escrita de dados traz uma separação em classes para os cartões e isso é representado pela letra C + número, que vai indicar a velocidade em megabytes por segundo (MB/s). Por exemplo: um cartão C2 tem velocidade de 2 MB por segundo.

Para quem vai armazenar fotos ou música, a classe não faz muita diferença. Mas quem trabalha com vídeo já deve ficar ligado nesse detalhe. Um cartão C2, por exemplo, só é usado para gravar um vídeo em definição padrão. Para gravar um vídeo em HD, é preciso de um cartão C4 ou C6. Ou seja, quanto maior a resolução da imagem, mais rápido o cartão precisa ser para conseguir registrar os dados sem perda de quadros.

Existe ainda o Ultra High Speed, um tipo de cartão mais sofisticado que traz a letra “U” ao invés do “C”, como é o caso do cartão UHS Classe 1 (UHS U1), com velocidade de 10 MB/s. Ele é utilizado para gravar transmissões de televisão em tempo real, por exemplo.

Um pouco de história

Antes do cartão SD, existia o MultiMedia Card (MMC), lançado em 1997 pela SanDisk e Siemens.

Pouco depois, em 1999, surgiu o padrão SD, oficializado pela SanDisk, Panasonic e Toshiba. A ideia inicial era ir ao encontro das determinações de segurança da Secure Digital Music Initiative (SDMI), um grupo de trabalho surgido em 1998 com objetivo de desenvolver e difundir o gerenciamento de direitos digitais.

Finalmente em 2000, surgiu a Secure Digital Association, também conhecida como SD Association. É uma associação que preza por manter o padrão e promover a tecnologia SD.

 

Conheça os Planos Pós Pagos da Conecta. Acesse e contrate online 😉

Compartilhe:

Comente